[vc_gitem_acf field_group="337" field_from_337="field_592ca8b0729ea" align="right"]
[vc_gitem_acf field_group="337" field_from_337="field_592ca8b0729ea" align="right"]

Busque alguma coisa abaixo para ativar o mapa. Escolha uma categoria, o serviço/produto desejado ou o nome do estabelecimento.

[wiloke_awesome_map source_map=”all” center=”-21.264238, -47.818648″ disable_draggable_when_init=”enable” order_by=”rand” order=”ASC”]

Informações Gerais:

  • Fundação: 10 de Fev. 1894
  • População aprox.: 12mil (censo 2010)

Fontes


Apoio

História de Bonfim Paulista

Um antigo povoado, conhecido como Viaduto, devido ao viaduto onde se passava a linha férrea, era formado por trabalhadores das fazendas de café que haviam no local.

Bonfim PaulistaEm 1883, com a chegada da Cia. Mogiana de Estrada de Ferro na região, o crescimento do povoado foi impulsionou de maneira definitiva. A produção cafeeira das fazendas próximas a vila seguia para o Porto de Santos, através da Estação de Villa Bonfim, da Cia. Mogiana (4 trens diários, numa viagem de 10 horas até São Paulo).

Em 1985, foi criado o Distrito Policial de Villa Bonfim, pertencente ao município de Ribeirão Preto. Em seguida, foram criados o Distrito Municipal em 1897, a Paróquia do Senhor Bom Jesus do Bonfim em 1898 e o Distrito de Paz em 1902.

Nesse tempo, exatamente em 1896, foi assinada a lei que transformava o povoado em Distrito de Ribeirão Preto, e passou a se chamar Villa Bomfim (grafia da época), em homenagem ao fundador Francisco Rodrigues dos Santos Bonfim.

A primeira Capela de Bonfim foi fundada em 1894, elevando a categoria de Bonfim à Paróquia. Tendo como padroeiro da freguesia Bom Jesus de Bonfim, festejava-se também a São Sebastião, São Benedito e Nossa Senhora.

No final do século a Villa contava com aproximadamente seis mil habitantes e quarenta fazendas povoadas, não muito distantes da sede paroquial. Já era servida pelo serviço telegráfico de Estrada de Ferro Mogiana, já tinha definido seu território e fixado o imposto predial, além de serviço de iluminação pública e seu próprio Cemitério.

Após alguns anos, em 1938, foi definido sua área urbana, para fins jurídicos e tributários, e o nome Villa Bomfim passou a ser apenas Bomfim.

Na década de 1930, Villa Bomfim caracterizou-se como um importante centro urbano, distante 11 quilômetros de Ribeirão Preto, principalmente no que se refere às atividades de prestação de serviços e comércio para abastecimento da população residente na zona rural.

O nome do distrito ainda mudaria novamente. Em 1944 Bomfim passou a se chamar Gaturamo, e só teve seu nome final de Bonfim Paulista definido em 1953.

A retificação da estrada de ferro da Mogiana, no trecho Bento Quirino – Ribeirão Preto, que retirou os trilhos da Vila Bonfim, e a construção da estrada de rodagem Anhanguera, longe da Vila, prejudicou as atividades de comércio local.

Entre os anos de 1956 e 1958 uma nova avenida que continuava a Av. Presidente Vargas foi projetada e construida, ligando Ribeirão Preto a Bonfim Paulista.

Com a crise do café de 1929, a atividade agrícola voltou-se para a produção de algodão, milho, amendoim, tomate e cana-de-açúcar. As grandes propriedades, desmembradas e vendidas deram origem a inúmeros sítios e chácaras, produtoras de frutas: banana, manga, jabuticaba, abacate, etc.
No início dos anos 90 do século XX, o território do Distrito de Bonfim Paulista destaca-se pela valorização imobiliária, ocasionando a formação de inúmeros condomínios fechados de alto padrão em seu território.

A partir dai, o distrito de Bonfim Paulista apresenta crescimento rápido, e uma luta constante de sua população contra o progresso, para manter as raízes e tradições do pequeno vilarejo.

O Villa Bonfim tem a proposta de fomentar o comércio local aos novos moradores que chegam pelos condomínios, incentivando a economia e boa convivência da população de Bonfim Paulista.

Vem com a gente! Cadastre-se!